domingo, 6 de novembro de 2011

eu pensava ter uma bicicleta

O próximo post era pra ter sido um que se chamava "amar demais não pode ser defeito". Desisti porque ele me fez chorar e perder algumas horas de sono. Mas bem que esse podia ter o mesmo nome.
Há pouco mais de um ano escrevi este post falando a respeito do catártico acústico do Apanhador Só na Redenção, e ontem aqui foi tão lindo quanto. Diferentemente lindo, mas lindo. O Santa República tava cheio, todo mundo sabia cantar tudo e ninguém arredou o pé até os quatro deixarem o palco.
Só tenho uma coisa a dizer:

Mentira, tenho mais algumas...




Daí a bateria da câmera acabou.
Cheguei em casa em uma espécie de transe (as Heinekens ajudaram, é verdade) e enchi a caixa de entrada do iPhone do Upi - que dormia em um sofá a 600 quilômetros de mim - de mensagens que tentavam explicar o que tinha sido aquilo.
Amar demais não pode ser defeito mesmo.

Um comentário:

Upiara Boschi disse...

Devia postar o que escreveu. É tão lindo quando você fica emocionada